Quem somos? O que fazemos? Com que recursos? Como fazemos?

Qual rede nos articulamos? Como somos vistos pela comunidade?

   A Casa Lar Luz do Caminho é uma organização da Sociedade Civil - OSC, que tem como missão acolher Crianças e Adolescentes, de ambos os sexos, que tenham seus direitos violados, para delas cuidar integralmente e promover suas potencialidades psicológicas, físicas e sociais, a partir dos princípios da humildade e da caridade, sob os influxos do amor incondicional ao próximo.

   A Casa acolhe Crianças e Adolescentes oriundos das mais diversas localidades do município (já tendo atendido Crianças cuja origem são de todos os estados da região Sul, São Paulo, Espírito Santos, Bahia e Maranhão) com vários tipos de histórico, tais como: vítimas de abuso sexual, negligência e filhos de dependentes químicos.

   A ideia da criação dessa Instituição teve início em outubro de 2009, quando a menina Marcella, na ocasião com nove anos de idade, pediu ao seu pai que recolhesse as Crianças abandonadas para que viessem morar com eles. Diante deste desejo tão nobre de uma Criança, o pai sentiu vontade de fazer com que este pedido se tornasse realidade. A menina insistiu sugerindo-lhe que comprasse uma casa nas proximidades da residência deles e ela o ajudaria a cuidar das Crianças. O pai, de pronto, sentiu vontade de assim proceder e mesmo não vendo como viabilizar tão nobre desejo, simplesmente respondeu que se a casa estivesse à venda e que se ele tivesse dinheiro suficiente, compraria a mesma. A casa em questão era de uma vizinha que se ausentara após o falecimento do marido.

   Seguiu-se ao pedido de Marcella uma série de fatos que surpreenderam pelo encadeamento e velocidade com que foram ocorrendo: depois de dois ou três dias da fala da Marcella, a vizinha retorna à cidade e encontrando o pai da menina pergunta a este se gostaria de comprar a casa, pois iria vendê-la. Surpreendido pelo inesperado da oferta, sentindo nela a própria mentalização de Marcella, num impulso ele respondeu que sim, que gostaria de efetuar a compra, porém não dispunha do dinheiro necessário. A vizinha sugeriu que ele obtivesse um financiamento.

   Foi assim que, em 17 de novembro de 2009, a casa já estava escriturada em nome do pai da Marcella, pronta para ser cedida em comodato a uma entidade que se fundasse para tocar o projeto idealizado pela inspirada menina.

   O passo seguinte foi contatar amigos para agregar pessoas em torno da ideia lançada por aquela adorada filha. Um mês depois, em 08 de janeiro de 2010, um pequeno grupo de pessoas sensíveis ao projeto que se delineava, começou a realizar reuniões em busca do suporte necessário para levar avante um desafio perceptivelmente grande. Afinal, tratar-se-ia de acolher com amor e dedicação as Crianças em situação de risco social e pessoal que para ali fossem encaminhadas pelas autoridades competentes.

   Os preparativos para a criação da Casa Lar foram de imediato iniciados e se desenvolveram aceleradamente. No dia 22 de maio de 2010 a Casa acabava de ser fundada, recebendo o nome de “CASA LAR LUZ DO CAMINHO”, uma OSC – Organização da Sociedade Civil, de caráter filantrópico, sem fins lucrativos, voltada para a assistência social e tendo como objetivo acolher Crianças de ambos os sexos, que tendo seus direitos violados necessitariam de acolhimento institucional, segundo determinação judicial. Após muitos acontecimentos, e 18 meses de muito trabalho, envolvimento de mais de 100 pessoas, entre voluntários e associados, finalmente, no dia 30 de agosto de 2011 a Casa Lar Luz do Caminho recebeu seus três primeiros acolhidos.

   A Casa Lar Luz do Caminho coloca em prática a sua missão através do Programa Berçário de Luz que executa as tarefas de acolher Crianças e Adolescente de ambos os sexos que tiveram seus direitos violados em situação de risco ou vulnerabilidade social e pessoal, segundo determinação do Juizado da Infância e do Conselho Tutelar. São provenientes de famílias em situação de vulnerabilidade pessoal e social, com seus vínculos rompidos. Logo, a casa oferece serviço de alta complexidade, estando relacionada ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

   Assim, essas Crianças e Adolescentes passam a morar na Casa, que se encarrega de oferecer alimentação, vestuário, segurança, educação e lazer de qualidade e adequada à faixa etária de cada acolhido, promovendo atividades complementares com intuito de cuidado e facilitar a reintegração ao convívio familiar e comunitário. 

   Estando a evolução humana centrada em duas asas: a do amor e a do conhecimento, a Casa Lar começou a fortalecer a “asa” do conhecimento em 23 e 24 de julho de 2011, quando 32 pessoas (entre voluntários e candidatos aos cargos de assistente social e cuidadores) se reuniram para o "Primeiro Curso de Formação em Cuidados com Crianças de Zero a Cinco Anos de Idade", visando ampliar os conhecimentos na metodologia da doutora Emmi Pikler. Até maio de 2019, foram realizados 33 cursos de Formação “Princípios da Metodologia Pikler” com o total de 951 participantes.

   Para a sua viabilização econômica e financeira, a Casa Lar conta com as contribuições dos associados, além da renda obtida com eventos, brechós, vendas de livros e camisetas, contribuições espontâneas e/ou doações de produtos como fraldas, leite, produtos de limpeza e gêneros alimentícios. No dia 08 de novembro de 2018 início mais uma atividade, 100% tocada por voluntários, o Ateliê de Artes, Costura e Artesanato.

   Atualmente a Casa Lar Luz do Caminho envolve mais de 250 pessoas (152 voluntários, 131 associados, 15 colaboradores, vários doadores) e atende a três distintos públicos, embora o principal seja (i) as Crianças acolhidas. Desde sua abertura em 30/08/2011 até 31/05/2019, a entidade já realizou 924 atendimentos encaminhados pela Vara da Infância e Juventude ou Conselho Tutelar. A demanda depende da determinação judicial para o acolhimento e pode chegar a 220 atendimentos anuais. As Crianças e Adolescentes moram na Casa até que sua situação seja resolvida. Desde 30/08/2011, quando chegaram os três primeiros bebês, até 18/06/2019 o destino de nossos acolhidos foram: 

 

DESTINO DOS DESACOLHIDOS %

Retorno à família            45,3

Adoção 41,6

Transferência para outros acolhimentos para ficar junto aos irmãos         5,0

Permanecem na Casa Lar Luz do Caminho            8,1

 

   Há ainda outros dois públicos pela Casa Lar Luz do Caminho atendidos: (ii) famílias carentes do entorno, que se beneficiam com as vendas dos Brechós mantido pela Casa (em 2018 mais de 3.286 pessoas foram beneficiadas com o produtos a preços populares) e (iii) famílias e mães (a maioria jovens mães solteiras) com enxoval para recém nascidos e cesta básica.

   A Casa Lar baseia-se na metodologia desenvolvida pela Dra. Emmi Pikler, uma conceituada pediatra húngara, que teve o desafio de criar um programa que cuidasse das muitas Crianças que foram deixadas órfãs após a Segunda Guerra Mundial.

    A metodologia está alicerçada no forte e profundo respeito que se tem à Criança, movidos pela convicção de que o bebê é um sujeito de direito, não um objeto a ser manipulado. Desta forma o modo de interagir com ele será distinto do que teríamos na ausência dessa suposição. Ao possibilitar o estabelecimento de vínculo qualitativo, o educador propicia à Criança a segurança e a autoconfiança que são fundamentais para que, ao longo da vida, novos vínculos possam ser estabelecidos.

   Três elementos principais constituem a abordagem Pikler: liberdade de movimento, brincadeiras espontâneas e rotinas de cuidados. A chave para o êxito da metodologia está no cuidado e na atenção dados ao treinamento dos cuidadores. Entre outras coisas, o treinamento dos cuidadores inclui aprender:

    a. Que cada Criança precisa de cuidado contínuo de um adulto, de modo que este cuidado seja pessoal e consistente. Isso significa que os cuidadores devem ficar com o mesmo grupo de Crianças no decorrer do tempo;

   b.  A ver cada Criança como competente de acordo com o seu estágio de desenvolvimento. Os cuidadores nunca pedem às Crianças que façam mais do que elas já podem fazer;

   c.  A dar escolhas simples desde a mais tenra idade.

   d. A tocar as Crianças suavemente. O toque suave e bondoso de um cuidador diz à Criança que ela é importante e que está segura. Essas mãos então se tornam algo em que pode se apoiar e podem afetar uma Criança de maneira positiva;

   e.  A permitir que cada Criança experiencie atividades de iniciativa própria que ela aprecie;

   f.  A permitir que as Crianças brinquem de forma ininterrupta. Os cuidadores estão à disposição para quando as Crianças precisarem deles, pois elas não podem se sentir abandonadas sob quaisquer circunstâncias.

Para conhecer mais sobre a metodologia confira os links:

 - https://youtu.be/0Y0bgnBQaD0

- https://youtu.be/WpeGoGNFjTs

              A Casa Lar Luz do Caminho mantem boa articulação com a rede socioassistencial, que se dá através de atuação multiprofissional envolvendo políticas de educação, saúde e com o Sistema de Garantia de Direitos, etc. Entre os atores que compõem a rede, temos:

    CMDCA de Florianópolis. A Casa Lar já teve acento no Conselho, tendo inclusive presidido o mesmo em duas ocasiões;

     CMAS de Florianópolis;

     Vara da Infância e da Juventude da Capital;

     Fórum de Políticas Públicas de Florianópolis;

     Conselho Tutelar; 

     Ministério Público; 

     Central de Penas e Meditas Alternativas do Estado de Santa Catarina

     6ª Vara Federal de Florianópolis

     7ª Vara Federal de Florianópolis

     FINAF – Fórum das Instituições de Acolhimento Infantil de Florianópolis;

     Mesa Brasil;

     Posto de Saúde do Ingleses;

     Hospital Infantil Joana de Gusmão;

     Hospital Universitário (HU – UFSC);

     Maternidade Carmela Dutra;

     Policlínica Municipal Norte;

     Unidade de Pronto Atendimento Norte;

     Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS);

     Centro de Referência de Assistência Social (CRAS);

     Creches e Núcleos de Educação Infantis (NEI) Municipais;

   Serviço de Proteção e Atendimento Especializado à Famílias e Indivíduos em Situação de Ameaça ou Violação de Direitos (PAEFI);

     6ª Delegacia de Polícia Civil;

     GRUFA (Grupo de Estudos Familiarizando a Adoção); Entre outros.

              Além da boa articulação com rede, temos uma excelente articulação social comunitária, uma vez que a grande maioria dos mais de 400 pessoas (entre associados e voluntários) moram ou trabalham num raio de 15 mil metros da Instituição.

             

   O trabalho voluntário é forte e super importante desde a fundação. Os mesmo estão organizados em dois grupos: voluntários Casa Lar e voluntários Pikler.

      Voluntários Casa Lar: Não atuam diretamente com os acolhidos, porém sua atividade impacta em muito nos mesmos e na instituição como um todo. Seu papel é direcionado para atividades rotineiras nos mais diversos setores, tais como: administrativo (captação de recursos, almoxarifado, apoio em campanhas, cuidado com patrimônio entre outros), operacional (lavanderia, cozinha, motorista e limpeza), manutenção (encanador, marcenaria, hidráulica, alvenaria, eletricistas, técnicos em informática, entre outros) e atividades esporádicas como eventos e mutirões. Mensalmente, preferencialmente no primeiro sábado do mês, ocorrem os mutirões para manutenção, faxina, organização e pequenas obras e reparos. Aqui também estão inseridos os voluntários que fazem parte da estrutura de governança da instituição, dentre eles diretores e membros dos conselhos e os cumpridores de medidas sócio educativas encaminhados pela 7ª Vara Federal de Florianópolis e pela Central de Penas e Medidas Alternativas de Santa Catarina. 

              Fazem parte dos voluntários Casa Lar os padrinhos Casa Lar, um grupo de doadores que apoiam em situações específicas com enxoval, roupas, remédios, uniformes e materiais escolares entre outros.

      Voluntários Pikler: Atuam diretamente com as Crianças e Adolescentes acolhidas no contexto dos projetos de intervenção da Casa ou que porventura se desenvolvam mediante demanda e caráter de inovação visando um serviço de qualidade para os acolhidos. Esse grupo é composto por voluntários que obrigatoriamente fizeram o Curso de Formação baseado na metodologia Pikler (oferecido periodicamente pela Casa) proporcionando empoderamento dos mesmos e conhecimentos dos padrões e métodos utilizados pela instituição. Suas atividades são voltadas para as Crianças e destinadas conforme projeto de intervenção, na qual o voluntário (a) tenha afinidade ou conhecimento e ampara-se no auxílio às cuidadoras contratadas no atendimento aos acolhidos ou ainda, em casos excepcionais, médicos, deslocamento para alguma atividade, etc.

Ainda sobre articulação social e comunitária temos parceiros em diversas frentes:

     Saúde: médicos, psicoterapeutas, dentistas, terapeutas, psicólogos e fisioterapeutas.

     Comércio: mercados, vidraçaria, associações, serigrafias, gráficas, lavanderia, topógrafo, assistência manutenção de desumidificadores, empresas de produtos de limpeza, sacolão de frutas e verduras, entre outros;

      Serviços: escritórios de advocacia, escola de natação, escritórios de contabilidade, arquitetos, engenheiros, barbearia entre outros;

      Intercambistas através do movimento de liderança jovem AIESEC - http://aiesec.org.br/ .

      Estagiários/bolsistas: de universidades;

      Prestadores de serviços da esfera Estadual e Federal.

   O trabalho desenvolvido pela Casa Lar é de grande relevância social e isso é reconhecido pela comunidade. Já em 2014, apesar do seu relativo curto tempo de trabalho já realizado, a Luz do Caminho recebeu dois Prêmios, um da Fundação Banco do Brasil – Prêmio Valores do Brasil, e a Medalha João Paulo II, da Câmara de Vereadores de Florianópolis, pelos relevantes serviços prestados pela Entidade para a cidade em defesa da infância. Em 2016 a instituição recebeu o prêmio Brazil PartnerShip Summit pelo excelente trabalho realizado em prol dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU na comunidade.

      Análise de contexto

      A Casa Lar Luz do Caminho está localizada na cidade de Florianópolis, mais precisamente no Bairro de Ingleses do Rio Vermelho, distante 35km do centro. Florianópolis, segundo dados do IBGE, possui uma população estimada, no ano de 2016, em 477.798 habitantes. O IDHM – Índice de Desenvolvimento Humano Municipal de 0,847 (zero vírgula oitocentos e quarenta e sete), segundo a fonte Atlas Brasil 2013 - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. De acordo com o Ministério da Educação, a cidade de Florianópolis possui 362 (trezentas e sessenta e duas) escolas, entre ensino pré-escolar, fundamental e médio, realizando, no ano de 2015, 76.438 (setenta e seis mil, quatrocentos e trinta e oito) matrículas. De acordo com o CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente existem, registradas no município de Florianópolis, cerca de 120 entidades que trabalham com Crianças e adolescentes, mas somente nove fazem acolhimento institucional.

    Segundo dados dos Sinais Vitais (2016) 26% da população de Florianópolis é formada por Crianças e Adolescentes. Elas vivem na capital com o maior IDHM do Brasil. No entanto, 1 em cada 7 encontram-se vulneráveis à pobreza (IBGE, 2010). Apesar do alto IDHM e do avanço de diversas políticas públicas de garantia de direitos, nossa cidade ainda apresenta muitas desigualdades sociais.

    Este projeto está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS – Agenda 2030, que em 2015 as Nações Unidas definiram como parte de uma nova agenda de desenvolvimento sustentável que deve finalizar o trabalho dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - ODM. Essas decisões determinarão o curso global de ação para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar para todos, proteger o meio ambiente e enfrentar as mudanças climáticas. O presente Projeto contribui direta ou transversalmente com o Objetivo 5, pois favorece o empoderamento de mulheres e meninas, Objetivo 8, pois contribui com o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável e trabalho decente para todos, e Objetivo 12, pois assegura padrões de consumo sustentáveis.

    Hoje a Casa Lar busca sua autonomia financeira com os seguintes projetos:

 

Eixo 2: AUTONOMIA (segundo ano)

Objetivo: A busca da autonomia financeira da Casa Lar para o período posterior ao primeiro ano (Eixo 1) e está dividido em dois Sub-Eixos. O Sub- Eixo 2A – Energias Renováveis, que busca, respeitando o meio ambiente, reduzir despesas fixas com energia elétrica e abastecimento de água e o Sub- Eixo 2B - Implementando Alternativas, que busca criar alternativas de receitas para a manutenção da Casa Lar Luz do Caminho.

 

Sub- Eixo 2A – Energias Renováveis

a) Produção de energia elétrica fotovoltaica: 2ª etapa (A primeira etapa foi implantada em 2016 com recursos da Fundação Banco do Brasil)

b) Aquecimento solar de água

c) Aproveitamento de água da chuva

 

Sub- Eixo 2B - Implementando Alternativas

a) Transformação do brechó em atividade permanente: 2ª etapa (A primeira etapa foi implantada em março de 2017 com recursos de vários pequenos doadores)

b) Ateliê de Arte, Costura e Artesanato: 2ª etapa (A primeira etapa foi implantada em novembro de 2018 com recursos de vários pequenos doadores)

c) Oficina de Recuperação de Móveis

d) Hospital de Brinquedos

e) Oficina de Conserto de Calçados

f) Brechó móvel

g) Padaria Pão de Amor

h) Geração de Renda na Comunidade do Entorno (Maurício = aqui escrever sobre os cursos de formação e outros cursos abertos a comunidade com cobrança de inscrição)

i) Construção de Espaço Eventos (Barra do Sambaqui)

j) Construção de garagem (Barra do Sambaqui)

k) Construção Colônia de Férias e Fins de Semana (Barra do Sambaqui)

Sede da Casa Lar pronta para a inauguração em 2011. 

Equipamentos que fazem parte da Metodologia Pickler.

Armário embutido feito sob medida para o auditório da Casa Lar.

Cozinha da Casa Lar, anexa a sala de vidro multimídia, permite aos profissionais visualizar as crianças enquanto brincam.

Aquisição da primeira casa que compõe a estrutura da Casa Lar. 

CONTATOS:

ENDEREÇO:

Rua Água Marinha, 88 - Ingleses Norte

Florianópolis - SC, 88058-204

TELEFONE:

(48) 3206-9516
(48) 9.8805-1644

E-MAIL:

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now